OPINIÃO POLÍTICA | Alexandre Seixas – Em Portugal “Geração 20/30” E em Mafra?!?!?! Que futuro?

Em Portugal “Geração 20/30”

E em Mafra?!?!?! Que futuro?

 

O Primeiro Ministro e Secretário Geral do PS, António Costa, para procurar pistas e responder aos novos problemas e desafios que se colocam às sociedades, tendo como horizonte a próxima década, apresentou uma Moção intitulada “Geração 20/30”, que enformou a sua recandidatura à liderança do partido. Esta moção foi estruturada em torno de quatro eixos centrais: combate às desigualdades, desafio demográfico, alterações climáticas e sociedade digital.

Será difícil não concordar com a premência e validade estratégica destes eixos, assim como será difícil, negar a necessidade de pensar e governar a médio-longo prazo. Porque, guerrilhas partidárias à parte e secundarizando opções de governo circunstanciais, é imperativo ter uma visão de Estado.

Nos anos de “PAF” (acrónimo de “Portugal à Frente”) em que Passos Coelho forçou a entrada da troika e depois exagerou na implementação do programa previsto, pondo em prática o seu anseio de “empobrecer” Portugal e os Portugueses, nada disso foi assegurado. Um governo de vistas curtas, de implementação de um destino traçado, em suma, sem futuro. Sem causas de futuro.

Agora, o cenário é ainda difícil, mas não impede o PS de propor que levantemos a cabeça e olhemos para cima e em frente. Demonstra que afinal há sempre outro caminho!

Se, por aqui em Mafra, puséssemos a fasquia ao mesmo nível, quão diferente seria!

Temo, no entanto, que a breve trecho tal não seja possível. Por aqui, o poder instituído de décadas, teima em governar para o imediato, para o próximo festejo, para o próximo erro governativo que depois terá de corrigir, para a próxima inauguração, e sim, claro, para a próxima eleição. Ganham poucos e perdem muitos.

Faço um desafio… Atentemos nos 4 eixos referidos supra (combate às desigualdades, desafio demográfico, alterações climáticas e sociedade digital) e tentemos encontrar, em Mafra, medidas/propostas/políticas que se encaixem nos mesmos. Pois… ficamos tristemente pela tentativa… Que política, que direção segue a edilidade? Que medidas nos foram dadas a conhecer ou conhecemos? Como vai Mafra responder aos desafios mais que certos que teremos de enfrentar no futuro?

Algo tem de mudar e rápido ou seremos cada vez mais uma ilha, completamente isolada, ou uma embarcação navegando à deriva, sem destino. E nem mesmo a chegada do verão, tipicamente denominado de “silly season”, (pois nós, mafrenses, não somos idiotas, nem parvos) nos deve demover de alterar o rumo.

Ninguém está isento de culpas. Todos têm de mudar a postura. Porque afinal, “as vacas voaram”! E nem foi difícil… Foi SIMPLEX+!!

 

Alexandre Seixas, maio de 2018

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados

Leave a Comment