Combate a incêndios entrou hoje no nível de empenhamento reforçado

As fases de combate a incêndios foram este ano substituídas por níveis de prontidão, existindo dois níveis de prontidão”.

Nível “permanente” estará activo ao longo do ano
Nível “reforçado” estará  activo  entre 15 de Maio e 31 de Outubro

 

O nível reforçado subdivide-se ainda em

– nível II:  entre 15 de Maio e 31 de Maio e entre 16 de Outubro e 31 de Outubro
– nível III: entre 1 de Junho e 30 Junho e 1 de Outubro e 15 de Outubro
– nível IV: entre 1 de Julho e 30 de Setembro

 

O Dispositivo Especial de Combate aos Incêndios Rurais (DECIR) entrou hoje no nível de empenhamento reforçado mantendo-se no nível II até 31 de Maio.

Estão no terreno, o Corpos de Bombeiros, a Força Especial de Bombeiros da ANPC, o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da Guarda Nacional Republicana (GNR), o Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR, a Polícia de Segurança Pública, os Sapadores Florestais e o Corpo Nacional de Agentes Florestais do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, num total de 6.290 operacionais, organizados em 1.473 equipas, 1441 viaturas e 72 postos de vigia. Recursos que são apoiados via aérea por 13 helicópteros e 12 aviões (já contratados).

Todos juntos irão assegurar a capacidade de vigilância e de detecção de incêndios florestais.

O governo refere que “Os meios serão disponibilizados à medida que forem sendo concluídos os procedimentos” estando já contratados, neste momento, mais 28 meios aéreos (helicópteros ligeiros e médios).

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados

Leave a Comment