Mafra | Lista dos Medalhados com as Medalhas de Mérito Municipais 2018 [Imagens]

Tal como tem sido habitual, no final da sessão solene do dia do Município procede-se á entrega de medalhas de mérito municipais de grau Ouro e Prata.

E os “medalhados” deste ano foram:

Grau Prata:

 

Mário Matias Gomes Cravina

Dedicou-se à actividade autárquica e social, tendo sido presidente da Junta de Freguesia da Ericeira. Desenvolveu várias actividades que permitiram melhorar a qualidade de vida dos residentes na Ericeira. Foi provedor da Santa Casa da Misericórdia da Ericeira. Foi ainda o responsável pela criação do Jornal “O jagoz”.
Mário Cravina vai entregar a Medalha hoje recebida na Junta de freguesia da Ericeira “para que fique exposta para os devidos efeitos”.

 

 

José Joaquim Ferrão da Costa Pinheiro

 

Dedicou-se a várias actividades da Malveira entre as quais a de presidente da junta de Freguesia da Malveira e depois da União de freguesias da Malveira e S. Miguel de Alcainça, foi presidente do AC Malveira e dos Bombeiros humanitários da Malveira.

 

 

 

 

António Ramalho Perreira

 

Foi técnico na Associação dos Agricultores de Mafra, foi presidente da Junta de Freguesia de Mafra e presidente da Assembleia de freguesia de Mafra e vice coordenador na distrital de Lisboa da associação nacional de freguesias. É funcionário da GIATUL, uma empresa municipal.

 

 

Grau Ouro:

 

Sporting Clube Encarnacense

Fundado em Agosto de 1943 e desde 1980 que faz parte da Associação de futebol de Lisboa.
O clube, que tem constituído uma “autentica escola de vida” reúne esta época 83 jovens atletas dos traquinas e petizes aos juniores, nas modalidades de futebol de 11 e de futebol de 7.

 

 

 

Grupo folclórico “Os Saloios” da Povoa da Galega

Iniciou a sua actividade em Abril de 1968 na Povoa da Galega e actualmente conta com 40 elementos.
Participam em inúmeros festivais de Norte a Sul do pais tendo ainda efectuado deslocações a França e Espanha. Organizam anualmente o seu festival de folclore.

 

 

Rancho folclórico Cantarinhas de Barro

Fundado em 1960 e tendo por símbolo um pequeno cântaro de barro, com sede na Achada, o grupo conta actualmente com 43 elementos maioritariamente adultos. Actuam de Norte a Sul do pais e no estrangeiro, nomeadamente em França, Bélgica Grã-Bretanha e Holanda.

 

 

 

 

Rancho folclórico de Vila Franca do Rosário

Fundado em Maio de 1943, tendo interrompido durante alguns anos a actividade por falta de elementos do sexo masculino, sobretudo devido à guerra colonial, foi refundado em 1973. Conta actualmente com 45 elementos com idades compreendidas entre os 2 e os 80 anos.
Efectua cerca de 15 actuações anulais, de Norte a Sul do pais, actuando também em Espanha. Organizam anualmente o seu festival internacional de folclore.

 

 

Jorge & Cardoso, Lda

Fundada em 1978, a Jorge & Cardoso, Lda ( Ti-ti ) dedica-se à comercialização de batata frita e  pipocas.

 

 

 

Centro Social da Ericeira

Nasceu em 1946 depois da doação em testamento de todos os bens de Guiomar da Conceição Carvalho de Miranda à congregação das servas de nossa senhora de Fátima a fim de criar na vila uma obra de assistência social. Esta instituição criada com o objectivo de apoiar e dar assistência à infância e as famílias, viu os seus estatutos aprovados em 1947, dando inicio às suas actividades em Outubro desse ano. Em 1984 passou a ser uma IPSS e passou então a assumir a designação de Centro Social da Ericeira. Actualmente dedicada à infância, tem cerca de 300 crianças com idades entre os 4 meses e os 5/6 anos de idade.

 

 

Jorge Manuel Monteiro Barreiros

Licenciado em História, vertente de História de arte, no inicio dos anos 80 começou a sua actividade de Professor na escola Básica de Mafra. Dede 1983 que ocupou cargos de direccção nas escolas do concelho na escola secundaria de mafra e na Escola Básica Professor Armando de Lucena na Malveira (onde permaneceu ao longo de 16 anos).

 

 

 

 

 

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados