MAFRA || Teatro TapaFuros – “A Terceira Miséria” de Hélia Correia a visão do encenador Rui Mário

Rui Mário, Encenador e Director Artístico da companhia de teatro TapaFuros, que irá apresentar a peça “A Terceira Miséria” de Hélia Correia, na sexta-feira dia 11 de Maio ás 21h30 no Auditório Municipal Beatriz Costa, utiliza estas palavras para descrever a peça que leva à cena “[…] que miséria será esta que filtrámos nesta obra da querida Hélia? Fala-se de uma “miséria” como que de uma deserção dos deuses, quase como de um abandono dos mesmos deuses, deixando-nos a todos órfãos”.

A performance não quer transmitir uma crença ou fé mas sim a ideia poética de que os deuses nos vão dando amparo, neste contexto da cultura Grega […] a deserção dos deuses parece ser a miséria que a autora sublinha, uma orfandade de uma criança que chora pela mãe morta, e a mãe é a Grécia. Uma Grécia de ancestral beleza, que constantemente procurava este cânone de beleza que se foi diluindo pelos tempos, até aos dias de hoje.”

Trata-se aqui de um texto poético, cuja escolha, Rui Mário funda na procura de ” […] universos que não foquem apenas áreas da dramaturgia. Ao longo destes quase 28 anos de produções ininterruptas o TapaFuros já trabalhou sobre Banda Desenhada, sobre obras seculares como A Peregrinação de Fernão Mendes Pinto, e a Poesia esteve sempre presente […]”

A opção por Hélia Correia, anda segundo o encenador e director artístico da companhia, surge aqui pelo facto de a autora residir em Sintra (a TapaFuros é uma companhia de teatro sediada em Sintra) há já bastantes anos, sendo “[…] uma pessoa apaixonante e também apaixonada pelo Teatro, assim como pela Dança como ela mesma nos diz. O meu primeiro contacto com a querida Hélia veio a convite da Culturgest, para o projeto “Panos – Palavras novas para palcos novos”, onde os Autores eram convidados a fazer textos de teatro para jovens atores de Ensino Secundário. Esta ligação gerou posteriormente mais uma colaboração, na Quinta da Regaleira com a adaptação de “O Sonho de uma Noite de Verão” de Shakespeare, desafio que mais uma vez a Hélia aceitou. […]”. “Para a performance da sua obra “A Terceira Miséria”, chegámos á fala com a vontade de criar um espetáculo transversal, com música e leitura. De imediato voltou a aceitar o desafio incentivando ainda a ideia de ter presente também a Dança, apoiando-nos incondicionalmente aquando da estreia em Sintra, em Dezembro de 2017, e agora em Mafra, extremamente feliz com esta demonstração de carinho do seu Concelho de coração, como ela mesma diz.”

Para mais informações por favor contatar a produção através do 916 662 816, ou pelo e­mail producao@tapafuros.com.

[imagem: Fernando Morais Gomes]

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados