Ericeira || Alice Vieira – Apresentação de “Olha-me como quem chove” e de “Retratos Contados – Alice Vieira 75 anos”

“Olha-me como quem chove” o novo livro de poesia de Alice Vieira e “Retratos Contados – Alice Vieira 75 anos”, livro sobre a vida e a obra de Alice Vieira, coordenado por Nelson Mateus, foram a ocasião que juntou hoje uma sala cheia de gente na Galeria Orlando Morais – Casa de Cultura da Ericeira.

Alice Vieira, Nelson Mateus, a sua editora e Dila Sá, amiga de longa data da autora, fizeram os gastos desta descontraída apresentação das duas obras.

Muito público, muitos amigos, muitas amigas da Ericeira – o grupo das “magníficas” –  e Joaquim Sardinha, Vice-presidente, em representação da Câmara Municipal de Mafra, que cedeu o espaço, fizeram a audiência.

Dila Sá leu algumas passagens do livro “Retratos Contados – Alice Vieira 75 anos”, focando-se sobretudo na entrevista de Nelson Mateus e nos testemunhos das muitas pessoas que, com prazer incontido, escreveram algumas palavras sobre a vida de Alice Vieira, a mulher, a esposa, a mãe, a avó, a cidadã, a escritora e a jornalista. A própria Alice Vieira disse alguns dos poemas do seu novo livro “Olha-me como quem chove”.

Como escreveu Luís Osório, “não há palavras para a Alice” ou como disse o director deste jornal, culpa sua, não encontrando palavras em português, “Alice Vieira, one of a kind”.

A sessão terminou, como é costumeiro, com a tomada de fotos com a autora e com os muito apreciados autógrafos.

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados