Sintra | Providência cautelar tenta travar alterações na circulação no centro histórico

Um grupo de moradores e comerciantes interpôs uma providência cautelar contra a decisão da autarquia de proceder a alterações ao trânsito no centro histórico da vila, que entrarão em vigor já na próxima 2ª feira, 26 de Março a partir das 22h00.

Esta medida, para tentar travar as alteraçóes ao trânsito, foi entregue ontem no Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra.

Entretanto,  Basílio Horta, Presidente da Câmara de Sintra, declarou ao Jornal Público, que esta alteração pretende “aumentar a segurança rodoviária e garantir a melhoria das condições de mobilidade pedonal, compatibilizando as condições de todos que visitam Sintra com as rotinas de quem vive e trabalha na zona”.

Todos reconhecem o problema do trânsito no centro histórico, mas os comerciantes e moradores referem à mesma fonte, que estão de “acordo que se façam as mudanças mas não andem com a carroça à frente dos bois” uma vez que  “não se está a actuar na raiz do problema” e que “O problema de Sintra não é um problema de circulação, mas é um problema de estacionamento. Sem que sejam criadas infra-estruturas de estacionamento, as coisas não vão mudar”.

Conheça aqui as alterações em questão.

A autarquia refere que entre as 20h00 e as 8h00, tal como solicitado pelos moradores, poderá “haver a entrada de outros carros na vila”.

Os moradores devem solicitar, junto da Empresa Municipal de Estacionamento de Sintra (EMES), um dístico de estacionamento.

Por seu lado quem trabalha no centro de Sintra poderá adquirir um passe para as carreiras de ligação entre os parques da Portela de Sintra e o centro da Vila (custará 20 euros).

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados