EDITORIAL | O Jornal de Mafra nos 75 anos de Alice Vieira

Alice Vieira, jornalista, escritora e colaboradora do Jornal de Mafra desde o primeiro dia, comemorou 75 anos no dia 20 de Março. Nessa data foi também lançado um livro, “Alice Vieira 75 anos”, da autoria de Nelson Calado, em que o autor recolheu depoimentos de amigos, de colegas e de personalidades que se dispuseram a homenagear Alice Vieira escrevendo um texto sobre a mulher, a jornalista, a escritora, a cidadã.

Marcelo Rebelo de Sousa, Maria Cavaco Silva, Elísio Summavielle, Helena Sacadura Cabral, João Lourenço, João Paulo Diniz, Luís Osório, Manuela Eanes, Rita Ferro, Vítor Sousa, entre outros, colaboraram com pequenos textos, neste livro de homenagem a Alice Vieira.

Também o director do Jornal de Mafra foi chamado a escrever algumas palavras sobre a aniversariante, tarefa a que se dedicou com enorme prazer.

 

A Alice não é um conhecimento de longa data.

Há um par de anos, Luís Osório convidou-me para o lançamento de um dos seus livros, evento que teve lugar numa livraria lisboeta. Lá fui. Quando cheguei, estava Alice Vieira, que eu não conhecia pessoalmente, sentada ao lado do autor, preparada para comentar a obra. Só consegui lugar atrás de uma estante, e lá fiquei a espreitar por uma fresta. entre duas estantes e a ouvir ambos os preletores.

Mesmo assim, decidi “botar palavra”, sim, projetei a voz, fresta adentro, e lá fui dizendo o que me ia na alma. Dizia-me depois a Alice, marcando a frase com uma das suas gargalhadas, que era engraçado ouvir uma voz vinda lá de trás da estante, só se vendo um olhinho, lá na fresta que separava duas estantes encostadas uma à outra.

Meses depois voltámos a encontrar-nos durante uma campanha autárquica. Algum tempo mais tarde, fundei o Jornal de Mafra. O convite à Alice para que nos honrasse com textos seus, pareceu-me mais do que natural. A resposta positiva, numa colaboração que se mantém até hoje, deixou-nos muito felizes e deu outra dimensão ao serviço que prestamos aos nossos leitores.

Os envolventes abraços com que a Alice serve a sua amizade, a sua gargalhada inconfundível e fortemente contagiosa, a experiência de uma vida no centro do mundo, a sua relação profissional, muitas vezes pessoal, com grande parte das mulheres e dos homens que nas últimas dezenas de anos fizerem este país, no plano cultural, político e mediático, a simplicidade do seu viver, a sua genuína generosidade e a forma como distribui carinho e solidariedade por todos os que com ela se cruzam, faz de Alice Vieira uma mulher de corpo inteiro, um ser humano de excelência. One of a kind.

 

Paulo Quintela
Director do Jornal de Mafra

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados