18 ABR 2017 | Vamos à Farmácia | Ana Quintela

Aliviar a Dor ciática

 

A dor ciática é um sintoma muito doloroso provocado por danos ou por um processo inflamatório no nervo ciático existente em qualquer local que acompanha o percurso deste nervo no nosso organismo.

As causas mais habituais relacionadas com a dor ciática estão associadas a alterações na coluna lombar, como hérnias de disco, osteoartrite, tumores, espasmos musculares que comprimem o nervo ou lesões e fracturas que tenham causado o deslizamento de vértebras.

Normalmente, quando a causa da dor ciática é muscular, o tratamento é mais simples. Mas, para detectar alterações na coluna responsáveis por comprimir o nervo, é necessário recorrer a exames de imagem como os raio-X e as ressonâncias magnéticas.

 

O que é a dor ciática?

É uma dor que normalmente atinge apenas um lado do corpo, afectando principalmente uma parte da perna. É normal a perda de sensibilidade no membro inferior afectado, bem como uma diminuição da força muscular e sensação de formigueiro. Habitualmente, a dor ciática irradia da coluna para a perna.

A posição sentada, ou a elevação das pernas tende a aumentar o nível de dor, pelo que normalmente é uma dor que melhora com a marcha.

O nível de dor tanto pode ser intermitente como absolutamente permanente e bastante intenso. A dor ciática leva por vezes a um estado incapacitante mas que habitualmente melhora ao fim de umas semanas com o uso de medicamentos. Em casos graves pode levar meses a controlar a dor, sendo ocasionalmente necessário recorrer a cirurgia.

 

É possível prevenir a dor ciática?

Todos os movimentos bruscos com a coluna devem ser evitados e deve alterar a forma como faz determinadas tarefas do quotidiano. Por exemplo, quando levanta pesos deve fazê-lo com a coluna direita e os joelhos flectidos. Adoptar uma boa postura é também essencial, bem como mantê-la se ficar sentado por um longo período de tempo.

As senhoras devem optar por sapatos com saltos baixos.

A prática de exercício físico é essencial para que consiga fortalecer os músculos das costas e os abdominais de forma a proteger a coluna. Praticar hidroginástica e fazer alongamentos regularmente são também estratégias que podem prevenir mais uma crise de dor ciática. Adicionalmente, o Pilates é uma prática muito recomendada pela sua capacidade de aumentar a nossa consciência corporal, a flexibilidade e a postura, conferindo um melhor equilíbrio muscular.

 

A que tratamentos posso recorrer?

Para ajudar no alívio da dor ciática é importante procurar um médico e se assim for recomendado um fisioterapeuta também. Deve tomar a medicação e efectuar os exercícios recomendados de forma a aliviar a dor mais rapidamente.

A nível tópico (uso externo na pele) é comum a utilização de pomadas anti-inflamatórias (ex.: diclofenac) e a aplicação de emplastros medicamentosos que também libertem anti-inflamatório.

É comum o uso de relaxantes musculares e de medicamentos anti-inflamatórios, de forma a reduzirem a inflamação que causa a dor. Alguns médicos também recomendam o uso de vitamina B, seja pela toma de comprimidos ou pela via injectável, uma vez que o complexo B está associado a uma melhoria da saúde muscular e do sistema nervoso.

Para uma dor muito forte que já não responde a anti-inflamatórios pode ser necessário recorrer ao diazepam ou ao tramadol (derivado da morfina).

No entanto, não deve automedicar-se, pois é importante tomar a medicação recomendada pelo seu médico, uma vez que lhe serão prescritos medicamentos especificamente adequados à sua história clínica.

Em casos mais graves, para reduzir mais rapidamente a inflamação, pode ser necessário recorrer à injecção de corticosteroides no espaço epidural da coluna lombar.

 

Raros são os casos (entre 10 a 20%) em que a dor ciática só é corrigida com o recurso a cirurgia e normalmente são situações de dor muito intensa que não melhora entre as 6 e as 12 semanas mesmo com tratamento. Geralmente a cirurgia é necessária quando há lesões da coluna e em casos graves de hérnias de disco.

 

Também há tratamentos alternativos à medicação.

Durante a dor ciática o repouso absoluto é desaconselhado, pelo que é importante fazer tarefas leves, mas manter-se sempre em movimento, evitando a mesma posição por mais de 2 horas.

Uma boa massagem é sempre benéfica no alívio da dor pois ajuda a relaxar a musculatura das costas, pernas e glúteos, o que promove um aumento da mobilidade e ajuda à diminuição da duração da crise de dor. Efectuar determinados alongamentos também pode ajudar a aliviar a compressão do nervo ciático quando há muita dor.

Aplicar gelo nos locais afectados ajuda a aliviar a dor nos primeiros 2 dias. Mas, a partir das 48h, a aplicação de calor é mais eficaz e pode ser feita pela aplicação de compressas quentes, de emplastros que emitam calor, ou de sacos de água quente.

Para o alívio da dor também há quem recorra a sessões de acupuntura, osteopatia ou reflexologia.

Para controlar a inflamação de forma mais natural é útil aplicar compressas ou pomadas de eucalipto e de arnica de forma a diminuir a compressão do nervo.

E até a nossa alimentação durante uma crise de dor ciática é importante. Deve comer mais fruta, e legumes e evitar o açúcar, gorduras e excesso de proteínas animais e lacticínios, uma vez que não deve comer alimentos que levem a um aumento de toxinas que provoquem um agravamento dos processos inflamatórios.

 

PubPUB

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!