07 Jul 2017 | Cultura & lazer | JM

As estações atravessam o corpo e, tal como a dança, produzem nele diferentes sensações.
A dança impõe sempre a construção de uma personagem, de um símbolo, de uma ideia, de um pensamento. Na dança, é cada vez mais importante essa capacidade de pensar, de criar mecanismos e ferramentas capazes de nos ajudarem a compreender e enfrentar o mundo.

A passagem do tempo pelo corpo, metáfora destas QUATRO ESTAÇÕES, é um pretexto para um trabalho mais complexo e subterrâneo que se procura realizar diariamente no contexto das aulas com os nosso alunos.
Com QUATRO ESTAÇÕES, não nos concentrámos em criar uma narrativa, mas em deixar as estações fluírem, com a singela naturalidade que lhes é característica. Pensar o tempo, pensar o espaço, pensar, acima de tudo, esse corpo que se faz tempo e espaço em cada dança, em cada estação…

 

Direção Artística – Arlane Aragão e Maria Borges
Coordenação e Direção de Produção: Magda Matias | Serviço Educativo da ESTUFA – Plataforma Cultural
Coreografias: Arlane Aragão, Dário Pacheco, João Cabaça e Maria Borges
Interpretação: bailarinos da Escola de Dança Movimento [disciplinas de Pré-Ballet, Ballet I, II e III, Pontas, Técnica de Dança Clássica I, II, III e IV; Repertório Clássico, Dança Caracter, Dança Jazz (kids e adultos), Sapateado, Hip Hop, Dança Criativa I, II e III, Dança Contemporânea (iniciados e intermédio) e Composição Coreográfica]

 

8 de Julho às 21h30
9 de Julho às 16h00

Maiores de 3 anos
Duração aproximada 120 minutos
Entrada: 5 eur
Teatro-Cine de Torres Vedras

 

[Texto e imagem CMTV]

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!