23 MAR 2017 | Cultura & Lazer | JM

Tal como Mozart, Mendelssohn foi um dos compositores mais prodigiosos e precoces da história da música ocidental: compunha abundantemente aos onze anos, e aos quinze criou algumas das suas obras-primas, como o Octeto para Cordas ou a Abertura de “Sonho de uma noite de verão”. O Quarteto em Fá menor, opus 80, foi a última partitura que o compositor concluiu antes da sua morte prematura em 1847; obra de inquieta melancolia, insuflada por um intenso lirismo romântico, exige um grande virtuosismo por parte dos músicos do quarteto. Completando o programa, o tenor João Rodrigues interpretará uma seleção de algumas das mais famosas canções de Schubert, revisitadas aqui numa versão com quarteto de cordas, e a obra do compositor Eurico Carrapatoso, In Illo Tempore, numa estreia absoluta da versão com tenor. Uma noite lírica e melodiosa, com a música de dois mestres oitocentistas, aos quais se junta um dos maiores compositores portugueses da atualidade, Eurico Carrapatoso. Sem dúvida um concerto a que não deve faltar, com a maresia do atlântico a seus pés!

 

Data: 25 de Março
Hora: 21h30
Local: Ô Hotel Golf Mar, Porto Novo (Sala Oceano)

 

Programa

F. Mendelssohn (1809-1847)
Quarteto de cordas em fá menor, op. 80

IV. Allegro assai
V. Allegro assai
VI. Adagio
VII. Finale: Allegro molto

E. Carrapatoso (1962-)
In Illo Tempore – estreia absoluta da versão com tenor
(para quarteto de cordas e tenor)
I. Animato
II. Moderato
III. Lento
IV. Moderato
V. Animato

F. Schubert (1797-1828)
(arranjos para voz e quarteto de cordas de N. Côrte-Real)
I. Nacht und träume
II. An Silvia
III. Du bist die ruh
IV. Die forelle

João Rodrigues, tenor

ENSEMBLE DARCOS
Gael Rassaert e Paula Carneiro | Violinos
Reys Gallardo | Viola
Filipe Quaresma | Violoncelo

[Texto e imagem: CMTV]

 

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!