A partir de 1 de Julho a atribuição da tarifa social aos consumidores beneficiários passa a ser um processo automático, simples e acessível.

 

“(…) as pessoas que tenham direito à tarifa social de eletricidade e gás natural vão ter efetivamente acesso à tarifa social.
Invertemos a forma de funcionamento: antes, as pessoas tinham que pedir à empresa comercializadora e seguia-se um processo burocrático em que tinham que fazer prova de situação económica vulnerável; agora, as pessoas passam a ser contactadas pelo comercializador”
Jorge Seguro Sanches, Secretário de Estado da Energia.

 

As tarifas sociais de energia eléctrica e a de gás natural, constituem instrumentos de justiça social que permite às famílias carenciadas obterem descontos de 33,8%, na electricidade, e 31,2%, no gás natural, nas respectivas tarifas de acesso.

 

Publicado em 10 de Junho 2016

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!