14 MAR 2017 | Desporto | JM

Foi apresentada esta manhã a principal competição nacional de surf, a Liga Moche 2017.

No Museu do Desporto, alojado no Palácio Foz em Lisboa, foram hoje reveladas as novidades para este ano: as datas, os troféus e os eventos paralelos.

A apresentação, a cargo de Francisco Rodrigues, Presidente da Associação Nacional de Surfistas, contou com a participação de vários surfistas, entre os quais, os vencedores da edição do ano passado, os irmãos Carol e Pedro Henrique, Tiago Pires e José Ferreira. Na assistência, muita gente ligada ao surf e à organização, para além de representante de instituições com ligação a este programa, destacando-se a vereadora Célia Fernandes, em representação da Câmara Municipal de Mafra.

Francisco Rodrigues, mostrou-se agradado pelo bom momento por que o surf português passa,  “não podíamos estar mais contentes. Se no final do ano passado, um dos surfistas mais carismáticos da Liga, Frederico Morais, celebrou o seu sonho ao qualificar-se para a elite do surf mundial, em 2017, só podíamos voltar ainda mais fortes.

Nas etapas, uma das novidades consiste na realização de uma prova no Verão, em Julho, e por outro lado, soubemos que a etapa da Caparica será substituída por uma etapa na Figueira da Foz.

O calendário deste ano será o seguinte:
1ª etapa – Ericeira: 24 a 26 de Março (Allianz Ericeira Pro)
2ª etapa –  Porto: 12 a 14 de Maio (Renault Porto Pro)
3ª etapa –  Figueira da Foz: 2 a 4 de Junho (Allianz Figueira Pro)
4ª etapa –  Sintra: 14 a 16 de Julho (Allianz Sintra Pro)
5ª etapa – Cascais: 14 a 16 de Setembro (Bom Petisco Cascais Pro)

Os prémios deste ano aalcançarão o valor glabal de 90.000€ (+11% face a 2016) incluindo:
– Allianz Triple Crown: um cheque anual de 6.000€, repartido entre os vencedores no masculino e feminino
– A melhor manobra: 2.500€ anuais atribuídos pela Renault Expression Session
– A melhor onda por etapa: 2.500€ anuais com o Somersby Onda Do Outro Mundo
– Programa dos Municípios (Mafra, Figueira da Foz, Sintra e Cascais): 1.500€ ao melhor e à melhor surfista local em cada uma das suas provas.

A frase do dia coube ao Presidente da Associação Nacional de Surfistas, Francisco Rodrigues, quando afirmou ” […] Como é ano de eleições, o surf vai votar por vocês”, dirigindo-se aos autarcas presentes na sala, em representação dos municípios que apoiam as provas.

Este ano a competição contará com o ‘Road to MEO Rip Curl Pro’ que vai assegurar a definição do wildcard que se irá juntar ao Frederico Morais na etapa portuguesa do World Tour – o MEO Rip Curl Pro.

Finalmente, para os escalões mais novos, sub-16, chega o ‘MOCHE Groms Cup’, um desafio por etapa para 12 atletas em quadro misto masculino e feminino.

 

Ficou assim dado o pontapé de saída para o inicio da Liga MEO 2017.

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!