Quando um Presidente de uma Câmara Municipal chega com os seus vereadores a uma cerimónia pública,  depois do ministro que se deslocou ao concelho para participar na mesma cerimónia, para além da deselegância, esse facto terá um claro significado politico. Foi o que ocorreu hoje em Mafra no âmbito do VIº Capítulo de Entronização da Confraria Nacional do Leite.

Na cerimónia, em que devia ter participado o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o que não chegou a ocorrer, por razões de agenda, foram entronizadas 25 individualidades, de entre elas, como Confrades de Honra, Capoulas Santos, Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Hélder Silva, Presidente da Câmara de Mafra, e Ângelo Correia, ex-ministro da Administração Interna de Cavaco Silva e comentador político na SIC Noticias. Como confrade de mérito, foi também distinguido Manuel dos Santos Gomes, Presidente da CONFAGRI e como confrade, João Santiago, Director Geral da empresa Queijos Santiago da Malveira.

No seu discurso, neste que é também o Dia do Leite, Capoulas Santos anunciou terem sido abertas duas linhas de crédito para a indústria leiteira – linha da tesouraria e linha da reestruturação, cada uma delas na ordem dos 10 milhões de euros.
Por seu lado Hélder Silva destacou as virtualidades do concelho na área produtiva do leite e nas áreas do queijo fresco, do limão, dos ouriços, do marisco e do pão de Mafra. Surpreendente, terá sido a referência à Confraria da Caneja de Infundice, dizemos surpreendente, na medida em que, como é sabido, as diferentes confrarias que existem no país, destinam-se, e bem, a promover comercialmente e a proporcionar ancoras de marketing às produções a que se consagram, ora, tendo em consideração o facto de ter sido registada, a 1 de Dezembro de 2015, uma associação, designada de Confraria Da Caneja Da Infundice – Ericeira, a partir de uma escritura de 27 de Novembro de 2015, confraria esta, constituída, nomeadamente por Hélder Sousa Silva (a título privado, supomos), Joaquim Filipe Abreu (a título privado, supomos), Luís dos Reis Ágoas e  José Caré Junior, perguntamos-nos se, com a leva de comodatos a que o concelho tem assistido, iremos ainda assistir à concessão de um comodato a esta associação privada e se será esta associação a promover o produto?

Presentes na cerimónia, estiveram ainda a Confraria do Queijo Fresco e a Confraria do Vinho Verde.

Terminada a sessão, seguiu-se a apresentação de um livro da Confraria, alusivo à História do leite. Os confrades deslocaram-se depois em cortejo para Basílica do Palácio Nacional de Mafra, onde foram brindados com uma “homilia” do padre Vítor Melícias, que depois de referir com ênfase o carácter laico da Confraria, anunciou dois momentos musicais…De carácter religioso, na presença do padre católico da freguesia.

As cerimónias de entronização concluíram-se com um almoço no claustro Sul do Palácio Nacional de Mafra. Espera-se agora que seja possível assistir a um  impulso da industria leiteira no concelho.


 

 

Publicado em 1 de Junho de 2016

 

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!