16 ABR 2017 | Curtas | JM

Este ano os contribuintes com rendimentos exclusivos de trabalho dependente (categoria A) ou de pensões (categoria H) e sem dependentes, nem benefícios fiscais ou pensões de alimentos podem optar pela a entrega automática da declaração de IRS.

Para saber se se encontra abrangido, consulte o Portal das Finanças, no menu “IRS Automático (2016)”, usando a sua senha de identificação. Surgirá, no ecrã uma proposta de liquidação de IRS, para reembolso ou pagamento, assim as contas detalhadas do Fisco para chegar a este resultado.

O contribuinte é que deve confirmar todos os dados propostos pelo Fisco para o preenchimento da sua declaração, comparando com as declarações recebidas e com os valores indicados (devidamente identificado) no portal e-fatura.

Para submeter a declaração automática, se concordar com os valores propostos basta clicar no botão “Confirmar”. Guardar o comprovativo.
Caso não concorde com os valores IRS automático, não faça “Confirmar” e tem até 31 de maio para submeter uma nova declaração de IRS, preenchendo os anexos necessários com os novos valores.

No caso de não confirmar a declaração automática nem efectuar nenhuma entregar até 31 de Maio, as finanças vão considerar a declaração automática como aceite e submetida.

A quem optar pela declaração automática, o Governo comprometeu-se a efectuar o reembolso no prazo de 15 dias após o envio da declaração.

 

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!