27 MAR 2017 | Cultura & Lazer | JM

Hoje, 27 de Março, é o Dia Mundial do Teatro. A data, uma iniciativa da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), foi criada em 1961 pelo Instituto Internacional do Teatro.

Em Portugal, Gil Vicente é reconhecido como o pai do teatro português a sua obra mais conhecida, “O Auto da Barca do Inferno”, mantém actualidade.

“(…) É esta capacidade de transformar a realidade rasteira do dia-a-dia numa outra realidade superior mais verdadeira e universal que aproxima o Teatro do poema e faz do Teatro a vida em carne viva, recreada sobre as tábuas de um palco.
Enfrentando o Medo, o Teatro passou a ser o lugar e o tempo de combate onde a inteligência, a coragem e a paixão se superiorizavam a todos as violências opressoras, vindas elas donde viessem!
A partir daqui, o Teatro passou a ser uma arma de combate-defesa nas mão dos homens, tornando-se um inimigo do Poder anti-humano que só o suportava se ele  se pusesse ao seu serviço.
Mas o Teatro não aceitou ser escravo e foi proibido, passando à clandestinidade das catacumbas, onde renasceu escondido sob a própria capa do opressor. (…) O Teatro procura estar, hoje, de novo, ao lado do Povo contra todos aqueles que dele querem fazer um capacho. Por isso, contra o novo Medo, viva o Teatro livre!”

Jaime Gralheiro, SPA

 

Sabe que grupos de Teatro existem no Concelho de Mafra?

 

Tema 

Grupo de teatro Tema
O grupo de teatro “Tema” que tem por encenador Lourenço Henriques, funciona através da associação “Elemento Periférico — Associação Cultural e recreativa”.

Constituída em Mafra, em Novembro de 2014, a Elemento Periférico é uma associação dedicada à organização de actividades de produção teatral, musical e afins. Da associação, além de Lourenço Henriques e Carlos de Almeida Ribeiro, fazem parte, entre outros, Bernardo Henriques, Sofia Nicholson e Marta Andrino.

Pelo terceiro ano consecutivo a “Elemento Periférico” tem conseguido assegurar contratos, por ajuste directo, com a Câmara Municipal de Mafra, tendo em vista a realização de peças de teatro ao longo do ano.

Em 2016, este grupo levou à cena 3 produções, “Procura-se Felicidade” , “ZÉ – Desventuras de um Homem Mediano” e  “O Natal dos Vilões”.

 

 Tribo

Colectivo  A TRIBO
O Colectivo  A TRIBO – Associação de Arte e Comunidade, nasce em Dezembro de 2014, com Daniela Simões como coordenadora artística e pedagógica.

“A TRIBO” tem como fim promover o desenvolvimento da comunidade através da arte, estimulando o desenvolvimento das pessoas nas actividades artísticas levadas a cabo.O convívio, a partilha de experiências, o trabalho em rede e a criação de objectos artísticos através do contributo da comunidade é também objectivo desta associação.
O  Colectivo A TRIBO quer afirmar-se como uma estrutura cultural de Arte e Comunidade, fazendo crescer o seu trabalho todas as semanas, todos os dias, através do teatro, da música, da literatura e das artes plásticas.”

Em 2016 o Colectivo A TRIBO teve em cena “A Festa “, “Vão viver juntos? Um dia”, “Coisas De Criança” e deu o primeiro passo para outra área, a área do cinema, com o documentário  – “Caixinha De Memórias”.

Este ano, estreou em Março o Documentário – “Histórias Com Amor Dentro”, que vai estar este fim de semana em exibição no Auditório Casa de Cultura Jaime Lobo e Silva (Ericeira). Em Maio vai estrear o novo espectáculo de teatro comunitário criado a partir deste documentário.

 

VAN BACH 

 

Grupo Van Bach
O grupo “Van Bach – Arte & Teatro” é constituído por um grupo de amigos, jovens e adultos que se juntaram com o objectivo de dinamizar a cultura local através do teatro.

“Somos um grupo de nascido no seio do Concelho de Mafra, constituído por jovens e adultos que se juntaram com o objetivo de dinamizar a cultura local (e respetivas regiões adjacentes) através do teatro. O respeito, profissionalismo e o amor pela arte faz de nós um grupo cheio de dinâmica, criatividade e, acima de tudo, de capacidade para enfrentar os constantes desafios da esfera artística.”

Em 2016 levaram a cena em vários locais de Mafra a Peça “O Segredo do Diamante”.

 

 

 Meleca

Associação Meleca
Em 2013 nasce na Ericeira a Associação Meleca (Música, Espetáculo, Literatura, Ensino, Cinema e Artesanato) tendo por objectivo o desenvolvimento, promoção e divulgação de actividades culturais e espectáculos no âmbito do teatro, dança, musica, animação, poesia, exposição, literatura, cinema e artes em geral.

Um dos núcleos da associação é o Núcleo Profissional de Teatro e Música com direcção artística e encenação de Fernando Terra.

Em 2016 levou a cena varias peças, “Uma Escola Aborrecente & O Neto de Frankestein”(com os alunos adolescentes), “Princesas, Duendes e Rock” (com os alunos dos 4 aos 10 anos), “Backstage” (com os alunos adolescentes).

Já este ano teve em cena a peça “A Bonequinha Tagarela”.

 

 

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!