25 MAI 2017 |CRÓNICAS DE ESCÁRNIO E MALDIZER | VICENTE GIL

Viva o Santo António
por Vicente Gil

 

Santo António de Lisboa, de Alfama à Madragoa é por todos incensado, motivo de muito pecado, da gula, luxúria e destempero, para seu grande desespero lá no Céu dos Pardais onde está com outros mais.
O santinho franciscano, vestido de pobre pano, conserta bilhas rachadas, casa as solteironas encalhadas e acha coisas perdidas. Não há nos becos e avenidas outro santo tão popular, nem mesmo o Salazar, que também era António, esse santo demónio, teve tanto hossana, ao domingo e de semana, isto porque o santarrão tinha costela de cabrão, e, embora nos bolsos tivesse nada, moía o povo com pancada, fome, pobreza e miséria, pior que doença venérea.
Santo António, sardinha assada, cascatas em vão de escada, folias, música ruim, um mês de folguedos sem fim, bebedeiras, fado, manjericos, e porque faltam nos becos penicos, há um urinol em cada esquina, Lisboa tresanda a urina.
O povo gosta é disto e nem mesmo o Santo Cristo é alvo de tantas devoções como Fernando de Bolhões.
Os camones e os abéques, abanando grandes leques, ficam delirantes, de queixo caído, com tanto chinfrim, tanto ruído, com este povinho falido que compra fiado no talho mas anda no “arrebimba o malho”. Gente doida varrida que chora as agruras da vida, que afoga as mágoas em vinho,  ginja, cerveja e aguardente… Vá-se lá entender esta gente!
Vou daqui para a Mouraria e sabem qual é o motivo? Tenho um lugar cativo na marchinha da moirama que vai dar um bigode a Alfama… E se não der, foi batota! Vai tudo corrido a biqueira de bota, porque se a marcha de Alfama é linda, a da Mouraria é-o mais ainda!
Ó santinho milagreiro: Não me fazes crescer o dinheiro mas enches-me o bucho de folias e é por isso que todos os dias de Junho vou ter poiso certo, eu e o meu cunhado Alberto, na tasquinha da Florinda, onde o vinho nunca finda e vendem baratas as sardinhas, coisa em conta, duas notinhas, por três peixinhos assados e dois papo-secos que são dados.

PubPUB

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!