21 MAR 2017|POLÍTICA LOCAL | JM

A propósito do debate sobre a Tapada Nacional de Mafra ocorrido na última reunião pública do executivo da Câmara Municipal de Mafra, a CDU vem agora manifestar em comunicado a sua posição relativamente a este tema.

Do comunicado hoje distribuído à imprensa, destacamos:

«A Tapada Nacional de Mafra não tem tido a atenção que merecia e fruto de uma ausência de política que a defenda e desenvolva», disse o vereador da CDU na Câmara de Mafra que tem denunciado e exigindo que a Câmara defenda este riquíssimo património da natureza, das populações, reclamando medidas do Governo e entidades responsáveis do Ministério da Agricultura. […]  Os trabalhadores e colaboradores que servem a Tapada têm denunciado os problemas e feito acções de sensibilização das entidades responsáveis, contudo os resultados são praticamente nulos. […]  A manutenção da presente situação, dos problemas não resolvidos, pode ser ruinosa e de difícil reparação.  […]

«Ainda que a responsabilidade directa não seja da Câmara, não podemos permitir – sob pena de sermos coniventes – a destruição da mais-valia que a Tapada Nacional de Mafra representa para o concelho, para as suas populações e para o país» disse o Vereador da CDU na última reunião de Câmara na passada sexta- feira. […]

[…] o Presidente da Câmara mostrou-se impotente para sensibilizar o Ministério da Agricultura a intervir, informando que as reuniões tidas com o Ministro e Secretário de Estado, não têm tido resultados e conclui que o Ministério não tem uma estratégia definida para a Tapada.  […]  Na Câmara a CDU exigiu mais informações para poder intervir nas soluções para os problemas da Tapada Nacional de Mafra e seus trabalhadores.

Assim,  a CDU, para além da defesa das posições dos trabalhadores da tapada e do reconhecimento da importância da Tapada Nacional de Mafra, quer no contexto local, quer no contexto nacional, alinha-se, no essencial, com as posições manifestadas pelo Presidente da Câmara Municipal de Mafra no decurso da referida reunião camarária.

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!