14 Jul 2017 | Curtas | JM

Arrancou a 5.ª edição da Campanha Mergulho Seguro. Esta campanha tem por objetivo “Sensibilizar a população, sobretudo da mais jovem, para o perigo de acidentes causados por mergulhos mal calculados.”

O mote da campanha de Prevenção de Acidentes de Mergulho é “Mede as consequências – bater no fundo é mais fácil do que pensas”

“Destina-se, sobretudo, à camada mais jovem da população, já que é nesta faixa etária que, em anos anteriores, se contabilizaram mais ocorrências.”

Os acidentes com mergulho acontecem em praias, piscinas e restantes zonas balneares, costeiras ou fluviais e podem “provocar traumatismos graves, designadamente situações de paraplegia e de tetraplegia.”

Em 2016, apesar do sucesso das campanhas nos anos anteriores, registaram-se “mais acidentes do que o esperado.“

Segundo estudos feitos, concluiu-se que
– a maioria dos acidentes ocorre durante atividades de lazer e não durante práticas desportivas;
– os mesmos são mais frequentes em piscinas do que no mar;
– 96% dos traumatismos atingem a coluna cervical;
– 15% dos acidentados ficaram em condição de tetraplegia;
– 92% ocorrem em indivíduos do sexo masculino;
– 85% dos acidentes acontecem entre maio e setembro.

A campanha tem como parceiros institucionais o Ministério da Saúde e o Secretário de Estado da Educação e conta ainda com o apoio da Sociedade Portuguesa de Medicina Física e Reabilitação, da Associação Salvador, da Federação Portuguesa de Surf, entre outros.

[Imagem e Vídeo: SCM]

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!