Realizou-se ontem em Alcainça uma reunião da Assembleia de freguesia de União das Freguesias de Malveira e São Miguel de Alcainça. Foi uma assembleia marcada por vários motivos de interesse. Desde logo uma sentença judicial a negar provimento a um pedido de perda de mandato de um deputado do PS (tema a que voltaremos mais tarde, depois de ouvirmos todas as partes envolvidas).

Ashampoo_Snap_2016.06.28_18h06m33s_003_ 

 

Marcante a doação da Caixa Agrícola de Mafra à Junta, no valor de 5.000 €, valor que se irá juntar à comparticipação da Junta, 25.000 € perfazendo pois o valor final de 30.000 €. Seria interessante conhecer as contas finais consolidadas da Fexpomalveira, de modo a poder avaliar-se da necessidade desta comparticipação pública.

A Junta da União das Freguesias de Malveira e São Miguel de Alcainça recebe da CMM cerca de 10.000 € por mês, verba manifestamente insuficiente.

 

 

 

Ashampoo_Snap_2016.06.28_18h05m46s_002_ 

 

A assembleia foi informada de que a CMM comparticipou com 2.500 € na organização da participação da marcha da freguesia na recente apresentação das marchas populares das freguesias, apresentação que teve lugar em Mafra e noutras freguesias.

Marcada também esta assembleia pelas afirmações contundentes do presidente da Junta da União das Freguesias de Malveira e São Miguel de Alcainça, quando se mostrou indignado, e justamente indignado, diga-se, com o comportamento de alguns fregueses que conspurcam os espaços públicos da freguesia, nomeadamente os seus jardins, com lixo e com os dejectos dos seus animais de companhia.

 

Mais contundentes ainda e mostrando alguma desilusão, as palavras de José Joaquim Ferrão da Costa Pinheiro, presidente da Junta, quando, no final da sessão, afirmou:

As freguesias vão precisar de recursos para serem respeitadas, e não o são por ninguém, servem para os partidos e para os números, falta apoio, a população sofre no dia-a-dia…Batemos palmas porque conseguimos mudar uma pedra…Mas o estatuto do autarca é de pedinte, não temos que andar a mendigar…

Joaquim Ferrão da Costa Pinheiro, autarca de há muito, mostrou-se claramente desiludido e cansado, parecendo-nos provável que não esteja disposto a completar o actual mandato.

Publicado em 28 de Junho 2016

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!