02 JUN 2017 | Cultura & LAzer | JM

Arruda dos Vinhos vai receber nos dias 2, 3 e 4 de junho a 4.ª edição do Mercado Oitocentista, este ano com o tema “Arruda do séc XIX celebra os tempos de D. Manuel I”. Esta recriação histórica tem “por base, crenças, estórias e histórias e outras tradições seculares que caracterizam a identidade popular arrudense nos séculos XVI e XIX” com mostra de costumes, artes, ofícios e gastronomia, com venda acessória de produtos.

“Grupos de Animadores locais representam nas ruas, ao longo dos três dias do Mercado Oitocentista, não só as vivências do séc. XIX, mas também, vivências e acontecimentos marcantes na história do concelho aquando da atribuição de Foral por El Rei D. Manuel I, no séc. XVI.”

 

Programa:

Dia 02 de Junho (Sexta)
20h00 – Abertura do Mercado Oitocentista
Escadaria dos Paços do Concelho
Do topo da escadaria do edifício dos Paços do Concelho o Presidente do Município de Arruda dos Vinhos dá início ao Mercado Oitocentista de Arruda dos Vinhos.
Ao som dos Gaiteiros Dum Trago o Presidente do Município de Arruda dos Vinhos dá as boas vindas aos Mercadores.

21h30 – O Administrador do Concelho dá as boas-vindas aos Arrudenses e forasteiros – Animação Teatral
Varanda dos Paços do Concelho
O Administrador do Concelho de Arruda em 1817 dá as boas vindas aos forasteiros. Faz um discurso enaltecendo a história e a identidade do Povo Arrudense .Arruda em celebra em 1817 os 300 Anos do Foral Manuelino. Esta celebração vem também levantar o ego de uma comunidade que tenta com coragem reerguer-se após os difíceis tempos das Invasões Francesas.

22h00 – Baile Quinhentista
Pátio do Palácio do Morgado
Ano de 1817, tempos conturbados na história política e social de Portugal, Arruda tenta reerguer-se das cinzas e celebra os 300 Anos do Foral Manuelino, 300 anos de um concelho. Um grupo de Arrudenses, um pequeno grupo de amadores das artes cénicas do concelho, a convite do Administrador do Concelho, recriam a leitura da carta de Foral. No final desta recriação, que comece a festa! Todos podem participar no baile, à moda quinhentista, no Pateo do Palácio do Morgado, fazendo recordar os tempos de El Rey D. Manuel. Durante a festa no Palácio, um oficial Inglês irritado por não ter sido informado da festa, pois é o representante da regência inglesa, tenta impor a sua lei e ordem, tentando interromper e acabar com a festa. O Administrador e os Arrudenses não vão permitir que tal aconteça.

Das 22h00 às 01h00 – Animação musical com Gaiteiros Dum Trago
Recinto do Mercado

01h00 – Encerramento do Mercado


Dia 03 de Junho (Sábado)
12h30 – Abertura do Mercado Oitocentista

Das 14h00 às 17h00 – Jogos Tradicionais
Adro da Igreja

14h00 – Hora do Conto – A Fuga Do Rei Dom Manuel I para a Vila de Arruda
Biblioteca Irene Lisboa – Sala Jardim
Numa das Cortes mais ricas e prósperas da Europa, uma terrível peste ameaça o futuro do reino de Portugal e de toda a família real. Sabendo que a poucas léguas de Lisboa, na vila encantada de Arruda, há uma estranha e poderosa erva que protege de todos os males, D. Manuel I refugia-se aqui, num dos seus muitos paços, garantindo a salvação de toda a família… Este é o mote de para uma história divertida, em que, uma vez mais, o Bem vence o Mal e a principal heroína é Arruda e a sua poderosa erva.

Das 15h00 às 20h00 – Animação musical e recriações etnográficas
Recinto do Mercado
Grupo de Rancho e Cantares da Seramena (Sobral de Monte Agraço)
Rancho Folclórico e Artístico de Antões (Pombal)
Rancho Folclórico da Trofa (Trofa)
Rancho Folclórico Podas e Vindimas (Arruda dos Vinhos)

Das 15h00 às 20h00 –  ArrudaBASE – Visite Arruda no século XIX
O projeto ArrudaBASE, iniciado no ano de 2016, contempla uma visão integrada do património arrudense num sistema sustentável de conhecimento e partilha de informação, apoiando-se nas novas tecnologias enquanto ferramenta de divulgação.
No Mercado Oitocentista, a DIG – Digital Innovation Graphics irá apresentar uma primeira fase deste trabalho, disponibilizando, com recurso a uma animação tridimensional, uma visão parcial da vila de Arruda no ano de 1817, bem como as primeiras experiências imersivas de visionamento de diversas peças do património arrudense.

16h00 – Hora do Conto – A Fuga Do Rei Dom Manuel I para a Vila de Arruda
Biblioteca Irene Lisboa – Sala Jardim
Numa das Cortes mais ricas e prósperas da Europa, uma terrível peste ameaça o futuro do reino de Portugal e de toda a família real. Sabendo que a poucas léguas de Lisboa, na vila encantada de Arruda, há uma estranha e poderosa erva que protege de todos os males, D. Manuel I refugia-se aqui, num dos seus muitos paços, garantindo a salvação de toda a família… Este é o mote de para uma história divertida, em que, uma vez mais, o Bem vence o Mal e a principal heroína é Arruda e a sua poderosa erva.

16h30 – Visita guiada à Igreja Matriz “O Património artístico da Igreja de Nossa Senhora da Salvação”
Visita gratuita e sem marcação prévia.
Igreja Matriz
Visita guiada por Ana Raquel Machado (Mestre em História de Arte)

Das 20h00 às 22h00 – Animação musical e recriações etnográficas
Largo do Chafariz / Rua Direita
Grupo de Rancho e Cantares da Seramena (Sobral de Monte Agraço)
Rancho Folclórico e Artístico de Antões (Pombal)
Rancho Folclórico da Trofa (Trofa)
Rancho Folclórico Podas e Vindimas (Arruda dos Vinhos)

22h00 – Encharcada Arrudense – Grandioso Ritual da Encharcada Arrudense
Largo do Chafariz / Rua Direita
Este espetáculo rebusca as rezas e as mezinhas da tradição ancestral Arrudense. Usando as mais aromáticas ervas que o fértil solo de Arruda dos Vinhos dá, assistiremos, em torno do Monumental Chafariz Pombalino, ao grandioso ritual de defumadouro para afastar o mau-olhado e expulsar de vez os maus espíritos que assolam as vinhas e azedam os vinhos! Este ritual termina com a oferta de encharcada Arrudense à população, celebrando também os 300 anos de identidade do concelho de Arruda e das suas gentes. Durante a encharcada, que é interrompida pelos ingleses, o Administrador do Concelho acaba por ser detido, passando a noite encarcerado na cela da Câmara.

Das 23h30 às 01h00 – Animação musical com Gaiteiros Dum Trago
Largo do Chafariz / Recinto do Mercado

01h00 – Encerramento do Mercado


Dia 04 de Junho (Domingo)
12h00 – Abertura do Mercado Oitocentista

Das 13h00 às 17h00 – Taberna da Terra Velhinha – Animação Teatral
Largo do Chafariz
Taberna fixa central onde ocorre durante períodos a animação. Congrega junto à taberna a reconstituição da praça da jorna/molhadura dos homens, Jogo do Pote (com o público), do pau e do besouro, Danças (com o público). Tem ainda fado maroto humorístico e a oficina da cana rachada.

Das 12h00 às 20h00 – Recriações Históricas com Música
Recinto do Mercado
Os músicos e atores da Terra Velhinha vão deambular pelo mercado com música e recriações de personagens históricas do séc. XIX

14h00 – Hora do Conto – A Fuga Do Rei Dom Manuel I para a Vila de Arruda
Biblioteca Irene Lisboa – Sala Jardim
Numa das Cortes mais ricas e prósperas da Europa, uma terrível peste ameaça o futuro do reino de Portugal e de toda a família real. Sabendo que a poucas léguas de Lisboa, na vila encantada de Arruda, há uma estranha e poderosa erva que protege de todos os males, D. Manuel I refugia-se aqui, num dos seus muitos paços, garantindo a salvação de toda a família… Este é o mote de para uma história divertida, em que, uma vez mais, o Bem vence o Mal e a principal heroína é Arruda e a sua poderosa erva.

15h00 – Danças de Época Manuelina
Pátio do Palácio do Morgado
Participação: Alunos dos Centros Escolares de Arruda dos Vinhos e de Arranhó

Das 15h00 às 20:00 – ArrudaBASE – Visite Arruda no século XIX
O projeto ArrudaBASE, iniciado no ano de 2016, contempla uma visão integrada do património arrudense num sistema sustentável de conhecimento e partilha de informação, apoiando-se nas novas tecnologias enquanto ferramenta de divulgação.
No Mercado Oitocentista, a DIG – Digital Innovation Graphics irá apresentar uma primeira fase deste trabalho, disponibilizando, com recurso a uma animação tridimensional, uma visão parcial da vila de Arruda no ano de 1817, bem como as primeiras experiências imersivas de visionamento de diversas peças do património arrudense.

16h00 – Danças de Época Manuelina
Pátio do Palácio do Morgado
Participação: Alunos dos Centros Escolares do Casal do Telheiro e de S. Tiago dos Velhos

16h00 – Hora do Conto – A Fuga Do Rei Dom Manuel I para a Vila de Arruda
Biblioteca Irene Lisboa – Sala Jardim
Numa das Cortes mais ricas e prósperas da Europa, uma terrível peste ameaça o futuro do reino de Portugal e de toda a família real. Sabendo que a poucas léguas de Lisboa, na vila encantada de Arruda, há uma estranha e poderosa erva que protege de todos os males, D. Manuel I refugia-se aqui, num dos seus muitos paços, garantindo a salvação de toda a família… Este é o mote de para uma história divertida, em que, uma vez mais, o Bem vence o Mal e a principal heroína é Arruda e a sua poderosa erva.

17h00 – A Libertação do Administrador – Animação Teatral
Rua do Adro – Edifício dos Antigos Paços do Concelho
O Povo Arrudense está cansado de invasores e está do lado do Administrador do concelho. Revoltados com a prisão do Administrador, um grupo de arrudenses invade a casa da Câmara e libertam-no. Esta história não acaba com a libertação do Administrador do Concelho de Arruda, acaba com um desafio para um duelo… o Administrador a desafia o inglês para um duelo, ao estilo do séc. XIX.

19h00 – O duelo local – Animação Teatral
Rua do Adro – Edifício dos Antigos Paços do Concelho

20h00 – Encerramento do Mercado

[Imagem CMAV]

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!