30 Jun 2017 | Curtas | JM

Funcionando já como uma cerimónia ritual que se vai repetindo todos os anos, decorreu hoje nas magníficas instalações da Protecção Civil, a cerimónia que marca a entrada na fase charlie do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais.

Será muito bom sinal, se esta estrutura nunca vier a ser posta à prova numa situação limite

Na presença de representantes das três corporações de bombeiros do concelho, da protecção civil concelhia e distrital, da GNR, dos militares, dos sapadores da Tapada de Mafra e de outros representantes das 13 entidades envolvidas nesta operação, assistiu-se à apresentação das forças envolvidas e à análise das ameaças e dos riscos envolvidos na prevenção e ataque aos incêndios florestais.

O senhor presidente da câmara fez uma desenvolvida apresentação das medidas implementadas por este executivo e dos meios disponíveis no âmbito da prevenção dos fogos florestais, medidas que terão contribuído para uma diminuição das ignições e do risco a elas associado, mostrando-se optimista relativamente a esta “época de fogos” e confiante nas condições e na capacidade das pessoas e das organizações envolvidas nesta actividade de prevenção e de ataque aos incêndios florestais.

A partir de amanhã e até 30 de Setembro, o dispositivo será constituído por 9 equipas de detecção, vigilância e alerta, de 7 entidades, suplementado por mais 2 equipas quando e se o nível de alerta passar a vermelho ou laranja. 7 entidades assegurarão equipas de primeira intervenção e 6 entidades assegurarão as actividades de combate e rescaldo.

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!