Concelhia de Mafra do PCP foi a votos

Reuniu-se em Mafra, no dia 27 de Janeiro de 2018, uma assembleia da organização concelhia de Mafra do PCP. Esta reunião teve por objectivo aprovar uma resolução política e eleger a nova direcção concelhia daquele partido político.

Da resolução política que saiu desta reunião, salienta-se uma análise da realidade económica, social e demográfica do concelho, referindo-se nomeadamente ao problema das acessibilidades e dos seus custos, ao custo da água, à elevada taxa do IMI vigente no concelho.

O PCP declara como prioridades políticas para o concelho, o ensino público, a necessidade de assegurar médico de família para todos e o acompanhamento dos idosos.

Em relação à remunicipalização da água, nesta resolução do PCP, afirma-se que “a água domiciliária do Concelho é das mais caras do País. Antes das eleições a Câmara anunciou reverter para a autarquia a privatização dos serviços de água e saneamento. O PS está conivente com o PSD para fazer pagar aos consumidores, a indemnização da remunicipalização da água e do saneamento.  […] A CDU sempre foi contra esta solução, mas é a favor de a reversão da privatização ser suportada pelo orçamento da Câmara, cujas receitas assentam nos impostos decretados pela Assembleia da República (isenções de IRS, taxas progressivas e isenções de IRC) e por isso de maior equidade fiscal.

Relativamente à nova direcção concelhia do PCP, a decisão foi tomada por unanimidade, mas embora o Jornal de Mafra tenha pedido essa informação, desconhece-se ainda a sua nova constituição.

 

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados