Vamos à farmácia | Minoxidil para a Queda de Cabelo

Vamos à Farmácia | Ana Quintela

 

Minoxidil para a Queda de Cabelo

Actualmente o minoxidil está presente em inúmeras marcas de soluções, loções e ampolas capilares. Assim que apareceu no mercado, foi logo um medicamento revolucionário no controlo da queda de cabelo, pois foi dos primeiros a produzir algum efeito no crescimento e espessamento capilar.

O minoxidil começou a ser utilizado como um medicamento vasodilatador, no entanto descobriu-se que tinha propriedades que promovem o crescimento capilar, conseguindo aumentar o aporte de oxigénio e nutrientes ao folículo piloso onde ocorre o crescimento do cabelo. Desta forma, o cabelo consegue crescer mais saudável, fortalecido e com uma maior espessura.

Este medicamento estimula a multiplicação das células que constituem o folículo piloso e actua durante a fase de Anagénese, prolongando-a. A anagénese corresponde à fase de crescimento do cabelo. O minoxidil consegue assim reverter os folículos mais estreitos tornando-os em folículos terminais, responsáveis pelo crescimento de um maior número de cabelos longos e espessos.

 

Há várias doses de minoxidil?

Existem duas concentrações de minoxidil disponíveis – 2% e 5%. A percentagem mais elevada (5%) é evidentemente a mais eficaz. Normalmente, num coro cabeludo saudável é recomendada a concentração de 5%, embora para coro cabeludo mais sensível e nos casos de alopecia (queda de cabelo) feminina, é mais frequente recorrer à concentração de 2%.

 

Quando começa a fazer efeito?

Normalmente depois da fase de queda, é necessário esperar cerca de 3 meses até começar uma nova fase de Anagénese, pelo que é necessário aguardar um pouco mais de 3 meses até verificar melhorias no crescimento capilar com este medicamento.

 

Quanto tempo devo deixar o minoxidil actuar no cabelo?

Idealmente 8 horas, embora após 4h de aplicação já seja possível uma boa absorção do medicamento.

 

Como devo aplicar?

Na maioria dos casos a aplicação recomendada é em cabelo seco, duas vezes por dia. É um tratamento que deve ser continuado indefinidamente para que se continue a verificar resultados, pois quaisquer melhorias no crescimento e espessamento capilar são perdidas após 6 meses se descontinuar o tratamento.

É essencial lavar as mãos logo após a aplicação para que o minoxidil não entre em contacto com outras partes do corpo.

Embora seja de aplicação tópica também pode ter alguns efeitos secundários.

Particularmente no caso de tratamento em mulheres, é verificado em muitos casos um aumento de pêlos na cara e pescoço. Com o minoxidil pode sempre ocorrer este crescimento de pêlos em partes indesejadas do corpo, pelo que é importante lavar logo as mãos após a sua aplicação.

Em alguns casos o minoxidil pode provocar alguma irritação no coro cabeludo, com prurido (comichão) e descamação. Algumas pessoas verificam ainda que este medicamento estimula as glândulas sebáceas, tornando o cabelo mais oleoso.

É por vezes desaconselhado em indivíduos com a pressão arterial baixa ou que estejam já a tomar medicamentos para a hipertensão, pois o minoxidil é uma substância que pode promover uma maior diminuição da tensão arterial. No entanto, se aplicar exactamente a quantidade recomendada na embalagem e não exceder as duas aplicações diárias, não há riscos de absorção sistémica significativos de forma a influenciar os valores de tensão arterial.

 

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados