Salário mínimo sobe para 580€ em 2018

Foi hoje anunciado,que embora sem acordo na concertação social, o ordenado mínimo no próximo ano vai subir dos 557 € para 580 €.

O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, afirmou que “seria mais importante para o país” se tivesse havido acordo, “mas não houve qualquer rutura nem ninguém está zangado com ninguém”. Segundo o ministro as exigências das confederações patronais foram “impossíveis de satisfazer”.

Lucinda Dâmaso, presidente da UGT referiu que “a maioria das partes entendeu que não deveria de ser feito” mas lamenta a falta de acordo.

Para António Saraiva, presidente da Confederação Empresarial de Portugal “não havia qualquer acordo para assinar, o acordo está assinado”, referindo-se ao documento acordado, entre parceiros, no inicio deste ano.

Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP, considera os 580€ um “montante insuficiente” e afirma que a “CGTP irá lutar para que os 600 euros sejam uma realidade nas empresas através da negociação coletiva.”

Vieira Lopes, presidente da Confederação do Comércio e Serviços, diz que este era “um desfecho inevitável” uma vez que “não houve qualquer resposta” às exigências das confederações empresariais”.

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados