Lisboa, Loures e Mafra com nova rota do “Memorial do Convento”

Irá ser criada uma nova rota cultural tendo o romance de José Saramago, “Memorial do Convento” como pano de fundo. A nova rota, celebra os 35 anos da publicação do “Memorial do Convento” é uma iniciativa conjunta das Câmaras Municipais de Lisboa, Loures e Mafra.

Esta rota tem por obectivo “valorizar a notoriedade e a atratividade dos recursos patrimoniais e culturais dos concelhos e dos sítios onde os monumentos históricos e arquitetónicos classificados se localizam” e criar uma oferta de novos nichos de turismo de cultura, com enfoque na componente literária”.

Segundo a organização, “o percurso, assinala a organização, cruza a rota da pedra e a dos materiais estéticos e religiosos de Lisboa para o Convento de Mafra, assinalando outros pontos históricos dos três concelhos, como o miradouro sobre o rio Trancão, o Palácio dos Arcebispos, em Santo Antão do Tojal, a igreja de Alcainça e o seu portal gótico, ou o passado histórico de Cheleiros, cuja produção vinícola foi famosa até ao século XIX.”

No concelho de Mafra, a rota inclui em Mafra, a capela do Espírito Santo, o Palácio Nacional, a Vila da Velha, o Pelourinho . Já em Cheleiros, o largo da Igreja Matriz faz parte desta rota.

Este projecto tem um financiamento total de 392.397,20 € ( Lisboa: 41.272,94 €, Loures: 179.592,69 € e Mafra:  171.531,57 €) enquadrado no Programa Operacional Regional de Lisboa 2014/2020.

A apresentação oficial da Rota do Memorial do Convento terá lugar na 2ª feira, dia 11 de Dezembro, na sede da Fundação José Saramago.

A apresentação conta com a presença de Pilar del Rio, Presidente da Fundação José Saramago, do comissário do projecto, Miguel Real e dos vereadores da cultura das câmaras municipais de Lisboa, Loures e Mafra.

 

[Imagem a partir do convite]

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados