Prevenção contra incêndios na Tapada Nacional de Mafra

Uma nota da Direcção da Tapada Nacional de Mafra dá conta da sua estratégia na prevenção contra incêndios florestais.

Prevenção, é vital!

A Tapada Nacional de Mafra é um exemplo de conservação e riqueza da biodiversidade nacional. Mas para manter o delicado o equilíbrio de um ecossistema tão intenso e tão sensível às alterações climáticas, é necessário um trabalho de acompanhamento permanente e muita persistência na ação de manutenção.

A Tapada Nacional de Mafra é, pela sua natureza, um território extremamente vulnerável ao fenómeno dos incêndios florestais, razão pela qual a prevenção neste domínio é a prioridade absoluta da Direção da Tapada Nacional de Mafra. Porque mais vale prevenir do que remediar e porque, na natureza, dificilmente se remedeiam as perdas resultantes de um incêndio.

Foi por esta razão que a Direção da Tapada Nacional de Mafra se empenhou na aplicação do Plano de Prevenção, desencadeando ações de prevenção estrutural, designadamente abrindo a rede primária do território.

Ao longo do último ano, foram reabertos 40 km de caminhos na área perimetral da Tapada Nacional de Mafra e foram desencadeadas ações de limpeza e de gestão de combustível que abrangem 55 hectares de floresta. 40 hectares foram limpos de matos e 15 hectares foram alvo de ações de gestão de combustíveis através da aplicação do Programa de Fogo Controlado.

A prevenção faz-se com meios humanos e com equipamentos. Por essa razão, a Direção da Tapada Nacional de Mafra investiu na sua Equipa de Sapadores Florestais e tratou de reparar todas as viaturas pesadas que integram a lista de património da estrutura e que se encontravam avariadas. Com esta medida, foi reforçada não só a capacidade de prevenção, mas também a capacidade de combate a incêndios, numa primeira fase.

A estratégia da Direção da Tapada Nacional de Mafra tem vindo a direcionar-se igualmente para a captação de ações de voluntariado. Constituindo um importante canal de financiamento, estas ações têm vindo a ser devidamente conduzidas para a limpeza da floresta, acrescentando área de floresta limpa e protegida onde antes existia floresta em risco. Estas ações de voluntariado têm envolvido centenas e centenas de voluntários, sendo patrocinadas por grandes empresas.

Finalmente, tem sido de extrema relevância a parceria com as autarquias da região onde se insere a Tapada Nacional de Mafra. Por um lado, a Câmara Municipal de Mafra tem vindo a desempenhar um importante papel, integrando a Direção. Por outro, o protocolo de cooperação estabelecido com a Câmara Municipal de Torres Vedras tem permitido a utilização de equipamentos pesados municipais na concretização do Plano de Defesa da Floresta Contra Incêndios. Tem sido com estes meios que a Direção da Tapada Nacional de Mafra tem vindo a realizar grande parte das ações de prevenção no seu território.
Paula Simões
16/10/2017

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados