Direcção-Geral da Saúde | Vacinação contra a gripe 2017/2018

O estado adquiriu este ano 1,4 milhões de doses, mais 200.000 do que no ano passado, com um custo de 3,4 milhões de euros.

A DGS está “atenta” ao facto de “O vírus que tem circulado este ano no hemisfério Sul deu surtos de alguma intensidade, com muitos casos e quando há muitos casos, há muitos internamentos, mais mortalidade” e alerta a população para a vacinação contra a gripe”.

A vacina pode ser administrada durante todo o Outono e Inverno.

A Direcção-Geral da Saúde emitiu o seguinte comunicado sobre a vacinação contra a gripe 2017/2018:

1. A gripe é uma doença contagiosa que, habitualmente, cura espontaneamente. Mas, podem ocorrer complicações, particularmente em pessoas com doenças crónicas ou com 65 ou mais anos de idade.
2. A vacinação é a melhor prevenção, sobretudo para as complicações graves.
3. A vacina deve ser feita, preferencialmente, até final do ano, mas pode ser administrada durante todo o outono e inverno.
4. A vacina contra a gripe é fortemente recomendada a:
 Pessoas com idade igual ou superior a 65 anos;
 Doentes crónicos e imunodeprimidos (a partir dos 6 meses de idade);
 Grávidas;
 Profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados (ex. em lares de idosos).
5. A vacina recomenda-se, ainda, às pessoas com idade entre os 60 e os 64 anos.
6. A vacina é gratuita nos centros de saúde, sem necessidade de declaração médica e sem pagamento de taxa moderadora para:
 Pessoas com 65 ou mais anos;
 Pessoas, independentemente da idade, nas seguintes situações: Diabetes Mellitus, Diálise, Síndroma de Down ou submetidas a Transplante.
7. A vacina é gratuita nos centros de saúde, com necessidade de declaração médica e sem pagamento de taxa moderadora para:
 Pessoas a aguardar Transplante, a fazer Quimioterapia, com Fibrose quística, com Défice de alfa-1 antitripsina ou com Doença crónica com compromisso da função respiratória.
8. A vacina é também gratuita para:
 Profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e Bombeiros com atividade assistencial;
 Residentes em instituições ou pessoas internadas em unidades do SNS.
9. No SNS existem cerca de 1,4 milhões de doses de vacinas para administração gratuita.
10. Há vacinas nas farmácias para os cidadãos não abrangidos pela vacinação gratuita. A vacina é adquirida com receita médica, válida até 31 de dezembro de 2017, e comparticipada a 37%.
11. Para prevenir infeções respiratórias são essenciais também a higiene das mãos e a etiqueta respiratória, como tossir ou espirrar para um lenço descartável ou para o antebraço.

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados