Autárquicas 2017 – BE toma posição sobre encerramento dos CTT da Venda do Pinheiro

Em comunicado, Belandina Vaz,  candidata à presidência da Câmara de Mafra pelo Bloco de Esquerda tomou posição acerca do iminente encerramento da estação dos CTT da Venda do Pinheiro.

 

A candidatura do Bloco de Esquerda às autarquias de Mafra leva a cabo hoje, quarta-feira, uma iniciativa de rua contra o encerramento da estação de correios da Venda do Pinheiro.  A ação terá lugar junto aos CTT da Venda do Pinheiro, pelas 11h de quarta-feira.

Nas últimas semanas, a imprensa local destacou os sinais públicos acerca da intenção dos CTT de encerrar o posto de correios da Venda do Pinheiro. O Bloco de Esquerda sublinha que esses rumores, que originaram correspondência entre a junta de freguesia e os CTT e uma petição pública contra o fecho da estação, não foram até agora desmentidos pela Administração da Empresa.

O Bloco de Esquerda de Mafra recusa e lutará contra essa decisão dos correios privatizados. A população da Venda do Pinheiro​ não pode ser condenada a deslocar-se à Malveira para ter acesso a uma estação de correios – tudo em nome dos lucros dos acionistas privados dos CTT.

O Bloco de Esquerda já abordou a situação nos CTT em diversas ocasiões. O Bloco questionou o governo sobre o incumprimento de condições laborais, com horários prolongados e desrespeito por pausas e descansos dos trabalhadores. Em Maio passado, Catarina Martins defendeu a recuperação do controlo público sobre a empresa: “os dados do regulador do setor, a ANACOM, mostram claramente que a empresa não está a cumprir as suas obrigações; a degradação dos CTT está a retirar direitos às pessoas”.

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados