Vamos à farmácia | A febre no bebé

22 Ago 2017 | Vamos à Farmácia | Ana Quintela

 

A  febre no bebé

Ter um bebé com febre pode ser assustador, pelo que seguem algumas dicas para saber como proceder e perceber quando é necessário contactar o pediatra.

 

Que sinais apresenta um bebé com febre?

Há diversas manifestações que nos podem fazer desconfiar de febre no bebé. Habitualmente, o primeiro teste que fazemos é verificar se a testa está quente. Mas, os sinais e sintomas que mais habitualmente acompanham a febre no bebé são as perturbações do sono, falta de apetite, demonstração de menos actividade, falta de interesse em brincar e em casos mais severos podem inclusivamente ocorrer convulsões.

 

Que causas pode ter a febre num bebé?

Se tem um bebé com febre ligeira (até 38ºC) esta pode ser causada por situações de menor gravidade. Algumas das causas mais frequentes estão relacionadas com o crescimento dos dentes e com vacinação recente. São portanto situações passageiras em que a febre é controlada facilmente voltando rapidamente o bebé a comer e dormir bem.

Quanto a febres mais elevadas podem estar relacionadas com constipação, gripe, outras causas respiratórias ou inflamações do ouvido. Muitas vezes, nas meninas podem ainda ocorrer infecções urinárias sem qualquer outro sinal ou sintoma a não ser de facto a febre. Ainda, a nível viral a febre também pode estar relacionada com outras doenças infectocontagiosas como por exemplo a varicela ou o sarampo.

No caso de febre alta (acima de 39ºC) pode ser necessário procurar ajuda médica. E em bebés com menos de 3 meses, mesmo sem outros sintomas, deve consultar rapidamente o pediatra.

 

Como devo medir a febre de um bebé?

Nos bebés devemos utilizar termómetros rectais, pois são os que que permitem leituras mais precisas, visto que com outros termómetros num bebé é difícil mantê-lo imóvel durante muito tempo para efectuar a medição no local correcto.

Os termómetros de mercúrio são absolutamente desaconselhados dada a sua toxicidade no caso de ocorrer quebra do termómetro. Outra possibilidade é adquirir um termómetro digital que meça a temperatura rapidamente. No entanto, estes já são termómetros que requerem um investimento elevado.

 

Que cuidados devo ter para diminuir a febre num bebé?

Se estiver num ambiente muito quente ou se o bebé tiver roupa em excesso procure arrefece-lo e vestir-lhe roupas mais leves.

Pode colocar toalhas molhadas na testa do bebé ou até mesmo dar-lhe um banho com água apenas morna (cerca de 36ºC).

É essencial hidratar um bebé com febre, conforme a sua idade, com leite, água ou soluções de electrólitos. A um bebé acordado deve oferecer líquidos preferencialmente a cada meia hora.

No caso de dúvida, um bebé desidratado apresenta menos fraldas molhadas, pode ter a boca seca e o choro não apresentar lágrimas.

 

Que medicamentos devo dar?

Nem sempre é necessário administrar medicação, pois as febres baixas são habitualmente fáceis de gerir efectuando os cuidados acima mencionados. Porém, sempre que seja preciso administrar medicação para a febre num bebé, deve fazê-lo sob indicação médica, respeitando a dose e os intervalos terapêuticos recomendados pelo seu médico de acordo com a idade e peso do bebé.

Os medicamentos de eleição para a diminuição da febre são o paracetamol e o ibuprofeno. Sendo que não deve administrá-los em conjunto, mas sim intercaladamente.

Jamais dê aspirina a um bebé, pois embora seja raro, a aspirina pode desencadear o Síndrome de Reye, que é uma condição de saúde grave e potencialmente fatal.

 

Quando é necessário dirigir-me às urgências?

Quando se trata de bebés com menos de 3 meses, a febre é sempre considerada uma emergência, pelo que deve dirigir-se de imediato ao médico, mesmo que não seja febre alta.

Noutros casos, é importante efectuar todos os cuidados para diminuir a temperatura, o que também inclui administrar paracetamol e/ou ibuprofeno se assim indicado pelo pediatra. No entanto, se ainda assim, após todas as medidas tomadas a febre persistir deve dirigir-se ao médico.

Se o bebé apresentar outros sinais e sintomas que acompanham a febre, como recusar comida, vómitos, diarreia, sinais de desidratação, dificuldade respiratória, choro constante, convulsões ou letargia (difícil de responder/acordar) deve também dirigir-se ao médico rapidamente

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados