11 ABR 2017 | Curtas | JM

Hoje, 11 de Abril, assinala-se o Dia Mundial da Doença de Parkinson. A data escolhida, pela Associação Europeia da Doença de Parkinson (EPDA – European Parkinson’s Disease Association), para assinalar este foi a data em que nasceu James Parkinson. James Parkinson, nasceu em Inglaterra no ano de 1755, e foi o primeiro médico a descrever a doença em 1817.

 

”A doença de Parkinson é uma doença neurológica degenerativa do sistema nervoso central, ainda sem cura, pautada pela destruição das células nervosas. Esta doença ataca cerca de 20 mil portugueses, de ambos os sexos, com uma ligeira preponderância para o sexo masculino. Estima-se que no mundo existam 10 milhões de doentes de Parkinson.”

O que é Parkinson?
Parkinson é uma doença progressiva do sistema neurológico que afecta principalmente o cérebro. Este é um dos principais e mais comuns distúrbios nervosos da terceira idade e é caracterizado, principalmente, por prejudicar a coordenação motora e provocar tremores e dificuldades para caminhar e se movimentar. Não há formas de se prevenir o Parkinson.

A doença de Parkinson é um desequilíbrio do sistema nervoso central que afecta milhares de pessoas.

 

Sintomas de Parkinson
Os sintomas apenas surgem quando cerca de 80% dos neurónios se encontram destruídos.
– Rigidez aumentada nos músculos
– Tremor quando em repouso
– Bradicinesia (bradicinesia significa a lentidão do movimento)
– Instabilidade postural (perda de reflexos posturais)
– Outros sinais e sintomas que podem estar presentes são o exagero dos reflexos axiais da face (particularmente o orbicular das pálpebras), edema de membros inferiores, depressão do humor, quadro de inquietação muscular (acatisia), dificuldade em realizar movimentos repetitivos.

.
Complicações possíveis
Por vezes, a doença de Parkinson é acompanhada por alguns problemas adicionais:
– Dificuldade de memória, surgimento de problemas cognitivos, demências e dificuldades de raciocínio
– Depressão e alterações emocionais
– Dificuldades com a deglutição
– Problemas e distúrbios do sono
– Problemas de bexiga
– Prisão de ventre
– Alterações da pressão arterial
– Problemas de olfacto
– Fadiga excessiva e prostração
– Dor. Muitas pessoas com doença de Parkinson sentem dor, seja em áreas específicas ou em todo o corpo
– Disfunção sexual
Em caso de diagnóstico com Parkinson, vai ser necessário encontrar um plano de tratamento que permita um maior alívio dos sintomas e os menores efeitos colaterais possíveis. Algumas mudanças que podem tornar a vida mais facial aos doentes de Parkinson:
– Boa nutrição e saúde geral
– Exercícios ajustados
– Períodos regulares de descanso
– Evitar o stress
– Fisioterapia e terapia ocupacional

 

Factores de risco
– Idade: a doença inicia-se normalmente perto dos 60 anos de idade. São raros os casos que ocorreram antes dos 40 anos.
– História familiar: familiares de pacientes com Parkinson têm maior risco de desenvolver a doença
– Sexo Masculino: é mais comum em homens que em mulheres
– Traumas no crânio: isolados ou repetitivos, como nos lutadores de boxe, podem lesar os neurónios dopaminérgicos.
– Contacto com agrotóxicos: certas substâncias químicas podem causar lesões neurológicas que levam ao Parkinson.

[ Imagem DR]

Pub

Achou este artigo interessante, partilhe-o com os seus amigos!

VISITE TAMBÉM A PRIMEIRA PÁGINA DO JORNAL DE MAFRA

Partilhe com os seus amigos!